Neste post vamos comentar um pouco sobre alguns termos amplamente utilizados no mundo da certificação de produtos, para clareza na troca de informações e idéias.

3.1 Acreditação

É o reconhecimento formal, concedido por um organismo autorizado, de que uma entidade tem competência técnica para realizar serviços específicos.

O organismo de Acreditação do Sistema Brasileiro de Certificação (SBC) é o Inmetro, cabendo às entidades por ele credenciadas a condução das atividades de certificação de conformidade e de treinamento de pessoas.

Ou seja, um exemplo de órgãos acreditados pelo Inmetro são os Organismos de Certificação (produtos, pessoas, sistemas de qualidade, ambiental entre outros) e os laboratórios de ensaios.

3.2 Certificação de Conformidade

Documento emitido pelo organismo de certificação, credenciado pela Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro, de acordo com as regras de um sistema de certificação e que atesta a qualidade de um sistema, processo, produto ou serviço (…)

Uma vez que sua empresa atende às exigências das portarias e normas e é aprovada pelo órgão auditor acreditado pelo Inmetro, seu produto ou objeto em análise recebe um certificado de conformidade.

3.3 Certificação Compulsória

A certificação compulsória, no âmbito do SBC, é um serviço prestado pelo SBC aos órgãos regulamentadores oficiais (…)

A certificação compulsória dá prioridade às questões de segurança, de interesse do país e do cidadão, abrangendo as questões relativas aos animais, vegetais, proteção da saúde, do meio ambiente e temas correlatos. (…)

A certificação compulsória abrange produtos que por razões de segurança, interesse nacional e meio ambiente são obrigados a atender as normas estabelecidas pelo governo, sem opção de isenção.

3.4 Certificação Voluntária

A certificação voluntária é decisão exclusiva do solicitante e tem como objetivo garantir a conformidade de processos, produtos e serviços às normas elaboradas por entidades reconhecidas no âmbito do Sinmetro (…)

Como o próprio nome diz, alguns produtos possuem as normas e regras definidas mas a certificação não é obrigatória. Um produtor de artigos desta categoria busca um maior nível de qualidade em seus processos e o aval de um órgão competente do governo para conseguir exportar seus produtos para mercados exigentes, por exemplo.

3.5 Avaliação do Fornecedor

As empresas e associações de classe que desejarem ter seus fornecedores certificados, no âmbito do SBC, incluindo requisitos adicionais próprios (…)

Seus fornecedores precisam estar certificados, pois uma vez que a matéria prima é essencial para dar forma e início ao seu processo. um problema no início da cadeia de produção pode manchar o resultado final.

Esperamos que suas dúvidas estejam esclarecidas, e caso ainda tenha alguma pergunta entre em contato conosco!

Fonte: Inmetro